Cogite...

..."O mais importante é aprender a não se perder" p.15. Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas de Robert M. Pirsig

Como eu queria...

quarta-feira, 17 de novembro de 2010


Como eu queria...
Fazer do silêncio minha poesia.
Fazer dia e noite seus braços de travesseiro
E que o pra sempre fosse ao seu lado o dia inteiro...

Como eu queria...
Pintar todos os quadros da cor dos seus olhos.
E sonhar acordada com o timbre da tua voz
Guardar como relicário as lembranças que temos de nós...

Como eu queria...

Como eu queria voltar atrás... Quebrar todos os ponteiros, parar as horas e te ver sorrindo denovo. Como eu queria desdizer todas as palavras mal ditas... Malditas! Trazem sempre o sofrimento que nunca queremos realmente trazer. Quero te trazer a tranquilidade que tanto tempo você me trouxe. Quero só que você tenha paz em seu coração, ânimo para fazer acontecer as coisas na sua vida e uma felicidade imensa! É isso que te desejo. Cada verso sincero da música que fiz pra você um dia diz isso também... E aquele último dia que nos encontramos foi o pra sempre... pra sempre lembrarmos como foi bom o tempo que passamos juntos. Perdão é palavra divina. Então me desculpe por tudo, te agradeço por tudo. E que nossas vidas, mesmo seguindo passos em estradas diferentes, possa lembrar com carinho de tudo o que foi bom, esquecer e perdoar tudo o que não foi e seguir em frente, sempre.

Com meu carinho e eterna saudade.
p.s.: Eu te amo como nunca amei ninguém e como jamais vou amar denovo.

Dany

1 comentários:

Raphael Bambirra disse...

O amor verdadeiro é tão lindo sendo expressado em palavras bem escritas...
Mesmo quando marca o fim. ou pelo menos o que parece ser o fim.

Espero que os 2 sejam muito felizes. independentes de juntos ou não.

Preferiria juntos. mais a vida e as pessoas são injustas conosco.

Postar um comentário